domingo, 24 de maio de 2015

VOCÊ E NADA MAIS...
Não me pergunte nada
Eu só sei de você
Venha de mansinho
Chegue devagarinho
Me faça enloquecer

Quero você sem nexo
Sem medida
Sem antes e sem depois

Quero te ter completo
Inteiro
Intenso
Contradizendo a lógica
Contra o bom senso

Um som de violino vibrando da minha pele nas suas digitais
Uma mesa, uma taça, um vinho...
Você e nada mais...

(Tereza Maria Caarneiro)
24/05/2015

Um comentário:

  1. Olá, Tereza Maria.

    Que blogue lindo. Parabéns.
    Muito belo. Abraços.

    ResponderExcluir

Seja bem vindo(a)